[conjunto vazio]

Belo Horizonte, primeiro de Dezembro de 2008

In de: (...) para: (...) on dezembro 6, 2009 at 14:26

sabendo da realidade do seu amor, quem seria capaz de imaginar que ela só se tornaria realmente feliz após a sua partida? quem poderia supor que a sua felicidade e a realização daquilo que ela desejava não poderiam jamais coincidir? a distância fazia parte do que ele era dentro dela e só quando longe ele seria realmente algo. quando perto,  não lhe causava sofrimento, mas caía em uma banalidade cotidiana que ofuscava todo e qualquer brilho que antes se produzia. tal qual os autores que tanto amamos, mas quando temos a oportunidade de compartilhar com eles uma mesa de bar, se tornam perfeitos idiotas como qualquer outro. porém ela era corajosa demais para se satisfazer com a distância. ela precisava olhar para ele, sentir sua respiração próxima da sua carne, ainda que ao custo de se livrar do que era e inventar outra conjunção [elamundo]. fracassou: como os meninos que retornam para o meio da rua quando a senhora de sacolas na mão terminou de atravessar o campo delimitado por quatro chinelos (dois em cada gol), a felicidade retornava com a partida dele. e apenas quando ele morreu qu’ela sentiu sua presença real. e disse, num relâmpago de consciência: “triste mundo de desejo no qual o tempo todo somos lançados em uma estratégia na qual aquilo que queremos e fazemos deve ser sempre incluído, nos nossos cálculos, na terceira pessoa do singular, ainda que muitas vezes temos todos os motivos para supor que não se trata de uma apenas”.

Anúncios
  1. fascinante!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: